Formação no Algarve promovida pela AMAL – Associação de Municípios do Algarve

Entre 4 a 7 de Dezembro 2017, a H.Menezes esteve em Faro, numa parceria com a Comunidade Intermunicipal do Algarve, para uma acção de formação sobre Inspecções e Manutenção de Espaços de Jogo e Recreio, numa parceria com a APSI

 

Foi uma acção com uma forte componente prática, e visitas de estudo diárias:

  • Centro Escolar em Faro
  • Diversos espaços de jogo e recreio dos Municípios de Olhão, Albufeira e Tavira.

Foram 4 dias intensos, com lotação esgotada, sol e boa disposição: 16 participantes de 6 Municípios do Algarve, de Aljezur a Tavira.

Avaliação Risco-Benefício como parte da Gestão do Risco

Efectuaram-se exercícios de avaliação do risco ao vivo, perante situações reais, que despoletaram discussões acesas e muito participadas e que evidenciaram a relatividade do risco e a necessidade de critérios para escolhas responsáveis.

Foi também treinada a avaliação risco-benefício, de forma a colocar a tónica nas necessidades das crianças para um desenvolvimento saudável e promotor de autonomia e auto-confiança.

As novas normas europeias para parques infantis

Todos os conteúdos foram desenvolvidos tendo em conta as alterações às normas para parques infantis (EN1176) publicadas em Outubro de 2017 e a entrar em vigor em Outubro de 2018.

Parcerias produtivas

A H.Menezes RiskVision agradeceu à AMAL a sua disponibilidade e colaboração, e enaltece este tipo de parcerias que permitem a descentralização  e apoiam as autarquias locais na oferta de espaços de jogo e recreio de maior qualidade para as crianças e jovens do Concelho bem como uma melhor interpretação e aplicação da legislação aplicável.

Formação H.Menezes RiskVision em Praga

Formação aos membros da SOTKVO

Em Novembro, Helena Menezes vai estar em Praga durante dois dias a dar formação aos membros da SOTKVO, a Associação Checa de inspectores, fabricantes e outros profissionais na área dos espaços de jogo e recreio e equipamentos desportivos.

Esta será a 5ª vez, desde 2013, que Helena Menezes é convidada por esta associação na qual dá formação com uma forte componente de consultoria já que todos os participantes (em média, 22) podem enviar previamente casos reais para análise; numa das últimas sessões de 2 dias, surgiram mais de 120 situações que foram agrupadas por temas de discussão.

O programa deste ano inclui as alterações introduzidas pelas novas normas europeias de espaços de jogo e recreio, equipamentos de fitness, parques de skate e ainda exercícios práticos de avaliação risco-benefício, tomadas de decisão por consenso sobre classificação de níveis de risco e o conceito de risco aceitável.

APSI: 25 anos pelas crianças e jovens

 

 

 

 

 

A APSI, Associação para a Promoção da Segurança Infantil, faz 25 anos ao serviço das crianças e jovens portugueses.

A data tem sido comemorada ao longo do ano com vários acontecimentos.

Conferência “Crianças mais Seguras”: balanço de 25 anos e desafios para o futuro

No passado dia 12 de Outubro, foi a vez da Conferência “Crianças mais seguras”, em Lisboa, na qual foi feito um balanço da evolução da segurança infantil em Portugal, ao longo dos anos, através de debates em torno de diversos temas.

Helena Menezes interveio na Mesa Redonda “A Criança na Cidade: Edificado, Espaços Construídos e Mobilidade” com uma apresentação sobre “Arquitectura, Urbanismo e Saúde da Criança”, na qual destacou a importância da gestão do risco nos espaços construídos, nomeadamente em meio urbano, para a autonomia e desenvolvimento saudável das crianças e jovens.

Parabéns APSI

 Helena Menezes dá os parabéns à APSI pelo caminho percorrido e pelo impacto que teve na saúde das crianças em Portugal, e orgulha-se de ter contribuido para o processo já que esteve no ponto de partida desta associação, desde 1992, a convite do pediatra Mário Cordeiro, um dos fundadores da Associação, juntamente com o Sueco Kaj Edanius, ambos presentes na Conferência. Helena Menezes integrou a Direcção da APSI a partir de 1994, foi Presidente da Direcção entre 2001 e 2007 e Presidente da Assembleia Geral até 2010. Actualmente continua a ser sócia e a colaborar com a Associação, nomeadamente através de parcerias nas áreas técnicas.

Veja aqui o relato da Conferência Crianças mais seguras.