Espaços de jogo e recreio: lançamento do curso SAFERPLAY

O curso online gratuito SAFERPLAY já está disponível, em 6 línguas: português, inglês, alemão, espanhol, croata e checo.

Este curso é o resultado de um projecto financiado pelo programa Erasmus+ da CE, no qual a H.Menezes RiskVision foi o parceiro português.

 

Projecto, inspecção e manutenção de Espaços de Jogo e Recreio

Os temas abordados introduzem as bases dum Projecto de espaços de jogo e recreio que respeita as necessidades das crianças e jovens para um desenvolvimento saudável; incluem os processos participativos, brincar na natureza e o uso de elementos naturais, a avaliação risco-benefício tendo em conta o equilíbrio entre valor lúdico e segurança e, sobretudo, contribui para a compreensão do que são riscos aceitáveis e necessários para espaços de jogo e recreio de qualidade.

 

Formadores:

Helena Menezes é uma das formadoras, enquanto especialista na matéria, e debruça-se particularmente na demonstração da importância das Normas Europeias como ferramenta útil para a gestão do risco durante todo o ciclo de vida destes espaços, desde a fase de concepção à pós-ocupação, de forma a permitir brincadeiras livres e estimulantes em espaços inclusivos e seguros. Conheça aqui a equipa docente.

 

Um curso à sua medida:

Faça este curso através do seu computador, tablet ou telemóvel, ao seu ritmo; pode optar entre o curso completo ou apenas alguns módulos à sua escolha.

 

H.Menezes – Conferência e Formação em Belgrado

Helena Menezes vai participar na Conferência Play in the open space, em Belgrado, Sérvia, organizada pela Associação de Arquitectos Paisagistas da Sérvia (UPAS), com a qual tem estado a colaborar desde Novembro de 2017.

 A participação da H.Menezes Risk Vision terá 3 momentos:

  • no primeiro dia, com uma comunicação de 45 minutos sobre Avaliação Risco-Benefício nos espaços de jogo e recreio
  • no segundo dia, com dois workshops:
    design de espaços de jogo e recreio e o uso das normas
    inspecção e manutenção de parques infantis

O segundo dia conta com o apoio da ANEC, a Voz dos Consumidores Europeus na normalização, uma vez que se tratam de acções de formação para profissionais locais sobre o bom uso das normas europeias para espaços mais seguros e desafiantes.

A Conferência conta ainda com oradores da Sérvia, Estónia, Eslovénia e República Checa.

 

Para além do apoio da ANEC, este evento conta com o apoio do Ministério da Economia da Sérvia, da Faculdade de Florestas, duma Agência de Cidades e Municípios, do Centro de Prevenção de Acidentes (CSN) e das Associações de Arquitectos Paisagistas da Croácia e da Eslovénia.

APSI: 25 anos pelas crianças e jovens

 

 

 

 

 

A APSI, Associação para a Promoção da Segurança Infantil, faz 25 anos ao serviço das crianças e jovens portugueses.

A data tem sido comemorada ao longo do ano com vários acontecimentos.

Conferência “Crianças mais Seguras”: balanço de 25 anos e desafios para o futuro

No passado dia 12 de Outubro, foi a vez da Conferência “Crianças mais seguras”, em Lisboa, na qual foi feito um balanço da evolução da segurança infantil em Portugal, ao longo dos anos, através de debates em torno de diversos temas.

Helena Menezes interveio na Mesa Redonda “A Criança na Cidade: Edificado, Espaços Construídos e Mobilidade” com uma apresentação sobre “Arquitectura, Urbanismo e Saúde da Criança”, na qual destacou a importância da gestão do risco nos espaços construídos, nomeadamente em meio urbano, para a autonomia e desenvolvimento saudável das crianças e jovens.

Parabéns APSI

 Helena Menezes dá os parabéns à APSI pelo caminho percorrido e pelo impacto que teve na saúde das crianças em Portugal, e orgulha-se de ter contribuido para o processo já que esteve no ponto de partida desta associação, desde 1992, a convite do pediatra Mário Cordeiro, um dos fundadores da Associação, juntamente com o Sueco Kaj Edanius, ambos presentes na Conferência. Helena Menezes integrou a Direcção da APSI a partir de 1994, foi Presidente da Direcção entre 2001 e 2007 e Presidente da Assembleia Geral até 2010. Actualmente continua a ser sócia e a colaborar com a Associação, nomeadamente através de parcerias nas áreas técnicas.

Veja aqui o relato da Conferência Crianças mais seguras.

 

Página 1 de 512345